sábado, 19 de agosto de 2017

1982(Pro confrade Sérgio Ortiz de Inhaúma)

Rumor de luz faz duêr
os grânulos, poeira do quarto. E os olhos,
trazidos à força - (superfirície inda Fala) -
sacodem ranço e dez quiés de jucumã_________

relógios Torcidos, rei pelado na praça,
pernas lesmeiam pra encontrar dez dedos 
em posição de sentido:

e sempre é Chuva na cabeça de papel 
e o boi que passa na correnteza é tão morto
quanto a memória daquela primeira vulva
que deu língua pra Mim__________

o berço onde o mosquito dorme
se fez charuto pra metade do estádio 
àquela tarde na Espanha_________

foi triste mas vida é Isso:
o canarinho saiu do mundo dos homens 
com seus onze mártires,

e Olimperêia, Lampeiro
ao lado da laranja de metal.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Interludícium Cotidiânio, n.1(Petit suíte retrospectiva pra cavaquinho, ocarina e charuto. Para Luciana)

DMQRZZWCVAAART%§§§!"?!?!4729373#/;!#;##dGSjsdigfkw%+=^§^&VILL-3#-LBOSXNBBVX........

Projeto de brioche humano às vinte e três menos
um quarto, guampeiramente cavalgando a
remington do bisavô,

isso aos quarenta do segundo tempo 
do vexame rubro-negro na tela plana da
sala, galvãobostado em rede nacional________

e o pirrulhete faz bem seis anos 
que foi expulso do Inchó da mãe 

diretamente na banheira do quarto de cima,
moduê que aos poucos se medra
sem carecer propaganda_________

nesse dia o bisavô - Transportado -
sentou punhécia na mesma Remington 

e saudorou o grande Auspício 
num soneto que - lérias de fora -
Bilac se 'vexaria Não.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Poemânho em forma de Choro(À memória de Heitor Villa-Lobos. Para Luciana Moraes)

...chiuuuummm...
manhércia. Desfulustrô, pai-d'-égua,
'inda que o mório se encoste à mesa pro desjejum
se achando jóquei de dragão em Nárnia.

Lá fora mundo AndemPrenha 
cragoatás que as clarinetas não têm mais
antídoto - Ferro nas almas, nas camarinhas,
dédalos sem erelês
nem compasso________

porque ele mundo já deu foi áurum, gado,
guarânias - e hoje é Nu inclusive
do grau de funcionário público:

o capital é verme que Rói não apenas 
os bolsos, parousía que anoitece a cavalo.
Cirandas despauterizam-se,
e logo ali 
já passaralham cem anos_________

considerando que o São Benedito
do velho santeiro Alfredo Duval
não dá mais conta de amadrinhar o país 

a gente não sabe mais onde começa a mãe 
e adonde acaba a seca de 77 no século Avô________

o resto do corpo inda Tarda
pro róseo bafo da manhã.



segunda-feira, 7 de agosto de 2017

"Cantos"(Em memória de CDA. Poema de Luciana Moraes)



1.
Enxárcia se tinge, se embre-
nha na ponta do cais.
O neurônio refletido age
sobre a raiz das Crescências.
Com Chave de minério, poente,
sem perder a paciência,
trava o ato de prendê-la.
Fosse o dia nascido num curral
:
2.
Sem paredes e referentes humanos
Sem os quadros históricos d’antes
A longínqua fechadura da voz
Não saberia dizer se a casa existiu.
O percalço da noite
vem somando timbres.
De raridade às ruas,
de ruas a densos nadas.
O rosto espelhado da gente
sofre sobre a superfície tonal.
:
3.
Guarda a mulher, a colheita do trigo
O trajeto do papiro, redes...
vozes entre cômodos___________
O vértice, lugar desabitado,
esquecido e enxugado entre dedos.
No solo rubro, vermes compõem
o futuro saboroso fruto
Os pés reintegram-se à cor
das mariposas, em silêncio, acontecidas.
:
4.
Tanto as uvas partidas
quanto o bolor dos fatos
)noite(
Se condenam a traduções estranhas
Mas tais frutos correm nas v(e)ias.
A cidade composta de fardos
Traz mudez aos olhos suspensos.

Nenhum comentário:





domingo, 6 de agosto de 2017

Preludiê 16(Para Luciana)

Esta noite é de ordálias com roupas
e quarenta anos no deserto.

Sons galopeiam, rinchando sinos 
que só nascem de cem em cem anos,

somando timbres ao rosto
que da parede Espia
paralém do tempo. Esta noite 
é de colher o trigo que os corvos malversejaram,
criaturas que levantei do Caos demiúrgico

enquanto ele franzino estafeta acenDêa
os serafins-Candelabros, de braços água,
terra, ar, fogo__________

não há mais jaulas no céu 
e a noite é de tacar o desfibrilador nas nuvens,
preparAndando o caminho 
pro grande coral dos anjos__________

Ah girácia que andolomeia
os bandolins, 'ssa Galera...